Arrancou, aos 8 de Agosto, a construção da Centralidade de Ekuma, em Ondjiva. A assinatura do auto de consignação entre a Imogestin, como empresa gestora, e a Citic, como construtora, incluindo o lançamento da primeira pedra marcaram o início da empreitada.

Nesta primeira fase está prevista a construção de 14 edifícios de quatro pisos compostos por 212 unidades habitacionais do tipo T3, bem como 12 unidades comerciais, um posto de polícia, uma escola primária e edifícios administrativos.

Para além de estacionamento exterior e espaços verdes urbanos a urbanização vai contar com uma população estimada em 1300 habitantes, numa área de 15 hectares. O prazo da empreitada é de 16 meses.

Assistiram ao acto distintas entidades entre as quais a ministra do Urbanismo e Habitação, Branca do Espírito Santo e o governador da província, Kundi Paihama.

.