A Imogestin e os seus trabalhadores juntaram-se à onda de solidariedade para com as cerca de 3 mil pessoas desalojadas pelas enxurradas que se abateram sobre Ndalatando, Cuanza Norte.

No passado 6 de Maio foram doados bens alimentares, medicamentos, roupa usada, chapas de zinco, detergentes, brinquedos, entre outros bens. Dessa forma a empresa e os seus trabalhadores responderam ao grito de socorro dos sinistrados.

O Vice-Governador para a Esfera Técnica e Infra-Estruturas, Pedro Júnior agradeceu o gesto em nome do governo angolano. O governante apelou à sociedade, sobretudo, às empresas que têm investimentos no Cuanza Norte a seguirem o exemplo da Imogestin. “Se todos seguirmos este exemplo vai ser muito bom para resolver alguns problemas dos sinistrados”, concluiu.

Para Esperança Banvoquebo, uma das afectadas, este gesto é motivo de satisfação, uma vez que depois das chuvas viu-se obrigada arrendar uma casa para si e seu agregado familiar. “Mas, não temos condições para pagar a renda, não trabalhamos e dependemos da lavra, por isso gostamos muito”, agradeceu.

A responsabilidade social é um dos elementos que integra os valores da Imogestin. Pelo que, a empresa desenvolve todos os anos diversas actividades de carácter solidário.