Responsabilidade Social.

A Imogestin busca no planeamento e execução dos projectos imobiliários, soluções que optimizem os recursos e sejam amigas do ambiente.

A Imogestin posiciona-se como empresa decidida a contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo. Pautando a sua acção por uma gestão orientada não apenas para protecção dos interesses dos accionistas, mas também pelo acolhimento de interesses dos trabalhadores, comunidades locais, clientes, fornecedores, autoridades públicas e a sociedade em geral.

Sustentabilidade Ambiental

A Imogestin busca no planeamento e execução dos projectos imobiliários as soluções que optimizem os recursos e sejam amigas do ambiente.

As energias renováveis e as soluções não poluentes estão hoje no centro das nossas preocupações, como forma de contribuir para um futuro melhor para as gerações vindouras.

As soluções adoptadas para o Projecto “Ilha da Cazanga Golf & Resort” são a ilustração do nosso compromisso com o futuro.

A recuperação e gestão do Parque Natural e Regional da Chimalavera, situado no município da Baía Farta, província de Benguela, é outros dos vectores da política de responsabilidade social e sustentabilidade ambiental da empresa.

Responsabilidade Social


Este projecto, consiste na recuperação e gestão pela Imogestin do Parque Natural Regional da Chimalavera localizado no município da Baia Farta na província de Benguela. A reabilitação contempla recuperação dos bebedouros, a sua vedação total, repovoamento animal, construção de bungalows, incremento de actividades como as de lazer, educação ambiental e ecoturísticas.
Galeria
Foram recuperados os bebedouros e construídas as instalações turísticas (jango, restaurante e um lodge com 10 bungalows com 1 quarto de 45 m2 e 5 bungalows com 2 quartos de 70 m2 cada. Trata-se de bungalows de construção tradicional do tipo resort/lodge para quem pretenda fazer safari ou simplesmente passar fins-de-semana em contacto com a natureza. A Imogestin pretende transformar o Parque em algo mais do que um destino turístico e de lazer, estando em preparação um programa de participação da sociedade civil – em especial a de Benguela – nas tarefas de protecção das espécies animais e vegetais e no envolvimento de escolas, universidades em programas de pesquisa científica. A Chimalavera é um Parque que está sob tutela do Ministério do Ambiente e é dominada por terreno montanhoso com relevo acentuado na área dos bungalows. O clima é semi-desértico, pois situa-se no prolongamento do deserto do Namibe. A fauna do parque é dominada pela cabra de leque, sua principal atracção. O crescimento da fauna, em que se destacam ainda o macaco da savana, o chacal e as zebras, deve-se à intensificação da fiscalização levada a cabo em sistema de patrulhamento 24 sobre 24 horas. A Chimalavera é acessível por estrada.
Fisiografia:
  • A sua área é de 150 km²
  • Altitude: Mínima 50m; Máxima: 262m

Clima:
  • Temperatura: média anual 23,5º C
  • Mês mais frio: Julho (19,4º C)
  • Mês mais quente: Março (26,8º C)

Flora:
  • Tipos de vegetação: Formações estepoides sublitorais de Acácia melífera sp., ditinens e acácia sp.

Fauna:
  • Mamíferos de grande porte: Macaco cinzento, Chacal de flancos raiados, cabra-de-leque, Zebra de montanha e olongo
  • Espécie mais abundante: Cabra-de-leque
  • Espécie de especial importância: cabra-de-leque (antidorcas marsupialis angolensis)

A Imogestin promove a doação de bens por motivo de interesse social. A doação de bens possibilita a inclusão social, o desenvolvimento da comunidade, a melhoria da educação, a inclusão digital, a geração de renda, a profissionalização de jovens e famílias, entre vários outros elementos necessários à promoção do desenvolvimento da sociedade. É uma acção que, além dos benefícios sociais, promove o descarte adequado de bens.

A Imogestin promove a doação de bens por motivo de interesse social. A doação de bens possibilita a inclusão social, o desenvolvimento da comunidade, a melhoria da educação, a inclusão digital, a geração de renda, a profissionalização de jovens e famílias, entre vários outros elementos necessários à promoção do desenvolvimento da sociedade. É uma acção que, além dos benefícios sociais, promove o descarte adequado de bens.

Actividades

  • Trabalhadores celebram 18 anos no Orfanato Irmãs Salesianas em N'Dalatanto

  • Os Prémios Imogestin de Habitação Social, Kubikuz, uma iniciativa da Imogestin S.A, veio desafiar engenheiros e arquitectos angolanos a desenvolverem soluções de habitação mais criativas, sustentáveis e acessíveis. É um programa de responsabilidade social que convida os profissionais da área das engenharias a apresentarem projectos de habitação - nas categorias urbana e rural onde, com recurso a materiais locais, o preço final não ultrapasse o equivalente em kwanza à 32 mil dólares norte americanos, permitindo assim que a maior parte dos angolanos possa pagar por uma habitação.
    Com periodicidade bienal, este prémio resulta da política da Imogestin de valorização de projectos de habitação social que recorram significativamente a recursos locais, que apresentem soluções respeitadoras do ambiente e sejam sustentáveis do ponto de vista energético e hídrico. E, enquanto parceria do Estado na gestão do parque habitacional público, com esta iniciativa, vem contribuir na manutenção do Programa de Fomento Habitacional, iniciado em 2008 pelo executivo para dar resposta à carência de habitação, uma estratégia que viu seus frutos com o surgimento das centralidades construídas pelo país.
    Os vencedores da primeira edição, Kubikuz2015, foram conhecidos no passado dia 15 de Junho de 2016, no Hotel Epic Sana. Angelino Quissonde e Ismael João, venceram a categoria de Habitação Social Rural, enquanto que Ilídio Daio e António Venâncio, foram distinguidos na categoria de Habitação Social Urbana.
    Primeira edição, Kubikuz 2015
    Cada grupo premiado recebeu da Imogestin o equivalente em kwanzas à USD 15.000,00 e um certificado. Os autores dos projectos que ficarem no segundo e terceiro lugar, em cada categoria, receberão um certificado de menção honrosa.
    O programa “Incubadora para Empreendedores Comunitários” é uma iniciativa piloto da Imogestin, SA, com a duração de 1 ano, tendo como parceiro estratégico o Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS). A mesma enquadra-se, por um lado, no âmbito da responsabilidade social da empresa e, por outro, na Promoção do Empreendedorismo e do Desenvolvimento do Sector Privado Nacional, inserido no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013 – 2017.
    O Programa visa estimular 50 jovens angolanos, com diferentes competências e valências profissionais, a criarem suas próprias microempresas a partir de um processo de assistência técnica levado a cabo pela Imogestin, SA na qualidade de facilitador e orientador do processo de maturação dos futuros empreendedores, nas centralidades do Dundo (Lunda – Norte) e Sequele (Cacuaco/Luanda).
    Esta iniciativa prevê criar Postos de Prestação de Serviços nos domínios da carpintaria, pintura, construção civil (pedreiro), serralharia, electricidade, canalização, caixilharia de alumínio, frio e jardinagem, a fim de dar resposta a demanda dos potenciais clientes, para solucionar problemas básicos ligados as áreas supra-citadas nas duas centralidades.